Para fazer sucesso, marcas multinacionais tem que sambar miudinho.

 

150220_MarcasBrasileiradasCada vez mais produtos atravessam o mundo para desembarcar aqui em nosso vasto mercado consumidor. Mas se quiser fazer sucesso, tem que sambar miudinho. O brasileiro é exigente, escolhe seus produtos de consumo segundo a própria cultura (sendo considerado até mesmo excêntrico em relação ao resto do mundo) e troca facilmente uma marca por outra que produza resultados mais próximos dos esperados. Mesmo que isso não signifique produtos melhores, mas que se adaptam ao nosso gosto e estilo. 

Veja como marcas multinacionais se adaptaram ao jeito brasileiro.

 

Alimentos

 

KFC

Na chegada ao Brasil a marca tropeçou em dois aspectos que somente aqui temos:

Higiene – Não gostamos de comer com a mão. Principalmente frango, porque engordura tudo. Para comer esse tipo de comida gastamos muito mais guardanapo do que para o consumo de um lanche comum.

Combinação – Normalmente os pratos do KFC são baldes de frangos acompanhados de refrigerante, mas para o brasileiro isso não é uma refeição completa. Parece estranho para um brasileiro uma refeição sem equilíbrio entre proteína e carboidratos: Arroz e feijão, pão e carne, massa e molho de carne.

Solução: Investimento em talheres e pratos com arroz e feijão.

 

Starbucks

A marca fez sucesso com seus produtos diferenciados de café, mas não passou ileso às adaptações no cardápio.

Café da manhã 1 – Não temos o hábito de tomar um café com gosto tão forte pela manhã, então os expressos não agradam, preferimos o café de bule, que é encorpado, mas com o gosto menos marcante. Então tiveram que acatar nosso gosto e incluir o nosso jeito de fazer café no menu.

Café da manhã 2 – Comer doce logo cedo também não faz parte do cardápio do brasileiro. Preferimos salgado pela manhã. Com isso os muffins de blueberry e chocolates acabavam sobrando. Com isso lançaram muffins salgados de tomate seco e parmesão, exclusivamente para os brasucas.

Pão de queijo – Para todo o brasileiro a ligação café com pão de queijo é tão forte que até estranhamos quando não encontramos essa iguaria em outros países. Pois não é que hoje o nosso pão de queijo é o salgado mais vendido pela franquia no Brasil.

 

Barillla

A marca tem mais de 150 anos e é encontrada em todos os países do mundo. Pois bem, pela primeira vez tiveram que adaptar sua receita para ganhar mais o gosto do povo brasileiro. Desenvolveram uma versão, que será comercializada junto com a tradicional, de macarrão com ovo na mistura mais molinho ao final do cozimento. A embalagem, ao vez da tradicional caixa, será de celofane e com nomes mais compatíveis ao que conhecemos das massas: Fusilli = Parafuso, Farfalle = Gravatinha

 

Cuidados pessoais

Aqui temos uma das maiores diferenças entre os brasileiros e o restante do mundo. Somos um país de gente asseada, que toma banho todos os dias e trata da higiene como mercado de consumo básico.

 

L’Oreal, Unilever e Procter & Gamble

A mulherada aqui abusa das químicas no cabelo. Somos o principal mercado no mundo de tintura, creme para alisamento e condicionadores. Provavelmente isso se deve pela mistureba racial que somos e a autoestima da mulher brasileira, faz com que sejamos altos consumidores de produtos que tratam as madeixas como condicionadores.

L’Oreal – Os condicionadores precisam ser mais fortes, com agentes hidratantes e queratinas.

Unilever – Acrescentam agentes hidratantes no shampoo TréSemme.

Procter & Gamble – Retira os agentes hidratantes do Shampoo e adiciona no condicionador.

Além disso precisam criar novos produtos adicionais como os cremes para pentear e cremes para as pontas. As brasileiras acabam colocando os cabelos a prova com tanta química e os produtos precisam acompanhar.

 

Lux

Nosso sabonete é o mais espumante do mundo. Isso porque temos essa preferência pelo que cria mais espuma, dando a sensação de que limpa mais. O sabonete Líquido da Lux foi adaptado para que tivesse mais espuma e agradar o padrão brasileiro.

 

Papel higiênico

Somente no Brasil existem papéis higiênicos com cheiro. Isso na verdade vem de uma deficiência que temos em nosso sistema de tubulação e esgoto, pois não podem receber os papéis, mesmo que degradáveis com água, pois acabam entupindo e fazendo uma desgraça nos banheiros. Com isso todas as marcas perceberam que os lixinhos do banheiro podem ser mais agradáveis se ao invés de cheirar a dejetos cheirasse a lavanda e outros perfumes.

 

Gillete Mach 3

Porque o brasileiro é macho e macho não tem frescura para se barbear. Na verdade o brasileiro ainda não aderiu totalmente a se barbear com água morna e creme, muito ainda utilizam somente o sabonete. Com isso a irritação nos rostos dos rapazes passou a ser constante.

A solução foi dada pelo barbeador Mach 3, que tem lâminas mais próximas e uma camada de hidratante para a pele que também mostra quando está na hora de trocar a lâmina.

 

Kleenex

Fora do Brasil é mais comum encontrar lenços umedecidos para o uso diário, não sendo somente para bebês ou limpeza de pele. Para poder ganhar mercado com esse produto tão comum no resto do mundo a Kleenex desenvolveu uma linha específica para o Brasil de lenços demaquilantes para a região dos olhos. Acrescentaram alguns elementos ao produto existente e começaram a comercializar aqui.

Perceberam que a entrada do produto seria mais lenta, então aproveitaram uma fatia de mercado para introduzir a linha.

 

 

Ou seja, para entrar num mercado como o nosso, é preciso pensar como nós. A Edhy tem em seus 20 anos de experiência diversos clientes multinacionais que tiveram que se adaptar ao Brasil. E entramos juntos nesta adaptação fazendo os 4P´s do jeitinho brasileiro.

Conheça mais sobre a Edhy visitando nosso portfólio.

Responda