Seriam engraçadas, se não fossem trágicas. Confira estas gafes cometidas no marketing e comunicação de grandes marcas e como fazer para evitá-las.

pijama_zaraA marca do pijama listrado

Compare os pijamas na foto. Qual é o da Zara, qual é o uniforme usado pelos judeus em campos de concentração nazistas? A terrível semelhança gerou um grande boom de reclamações e comentários nas redes sociais, a marca retirou o produto das lojas e se desculpou via Twitter em diversos idiomas.

Como evitar?

A qualidade do produto deve ser sempre averiguada, e deve haver mais de um sistema de checagem, até mesmo antes da divulgação final. A correção, por mais rápida e precisa que tenha sido, não evitou a mancha na imagem da marca em um assunto muito delicado.

 

gafe-malaysia-airlinesApple e Jornal The New York Times

Propaganda do iPad Air, mostrando um mergulhador debaixo dágua com a frase “Veja como as pessoas estão usando o iPad de maneira única ao redor do mundo” foi publicada logo acima da matéria Malaysia diz que o avião caiu no oceano, causando mal estar nos internautas e diversas reclamações.

Como evitar?

Quando você compra mídia e diz que é “indeterminada”, o anúncio pode cair em qualquer página da revista ou site. Mas é recomendado perguntar à revista qual a previsão de encaixe, pouco antes do fechamento da edição. No caso esta era a edição virtual do jornal e teve correção. E se fosse a impressa?

 

pizza_dominosDominos Pizza

De tão acostumada a receber críticas, a pizzaria Domino’s desculpou-se de um elogio feito por uma cliente no Facebook. “A melhor pizza de todos os tempos! Continuem o bom trabalho, pessoal!”, dizia o post. A Domino’s respondeu – “Sentimos muito por isso! Por favor compartilhe mais informaçoes conosco e mencione a referência #1409193 para que possamos resolver essa situação”. O engano foi desfeito nos comentários do mesmo post, mas já era tarde demais.

Como evitar?

Entregue o gerenciamento de sua rede social a uma empresa de confiança.

 

sharapova_samsungSharapova e Samsung

Maria Sharapova, foi contratada para ser garota propaganda da Samsung, mas postou uma mensagem no Twitter para comemorar um título recém-conquistado em março através de seu iPhone – e ficou registrada a mensagem via “Twitter for iPhone”.

Como evitar?

Contratos com garotos-propaganda precisam ter cláusulas de uso de marcas concorrentes. De acordo com pesquisa, 71% dos brasileiros questionam se de fato a celebridade usa o produto. E se ela não usar… a credibilidade da campanha vai por água abaixo.

 

danette-saopauloDanette x São Paulo

Após a eliminação do São Paulo da Libertadores, a fanpage do Danette postou uma imagem com a frase: “Poderia ser Danette, mas foi um chocolate no seu time do coração”. Chocolate, na gíria futebolística, se refere a uma derrota com placar elástico. Obviamente a recepção dos internautas não foi amistosa e o post foi rapidamente retirado do ar com um pedido de desculpas.

Como evitar?

Mexer com as emoções dos consumidores na sua comunicação pode ser arriscado. Conheça muito bem seu público antes de gerar polêmicas desnecessárias.

 

 

Cacau Show – cacau-show-lamba-telaLamba a tela

Em outubro de 2013, a Cacau Show publicou post pedindo aos usuários uma “lambida” na tela. A legenda do post: “Descobrimos um novo recurso do Facebook que permite sentir o irresistível sabor do chocolate. Pode experimentar!”. Os internautas não entenderam o humor e fizeram reclamações sobre propaganda enganosa, e concorrentes fizeram graça da rival em suas próprias fanpages. Mais tarde, a marca emitiu comunicado pedindo desculpas.

Como evitar?

Saiba como é seu público-alvo, e o quanto é afeito a uma “pegadinha

 

kellogsKellog´s e doação de alimentos

A Kellogg’s prometeu trocar cafés da manhã para crianças carentes por RTs (retuítes) da marca para promovê-la. Seus 20 mil seguidores não receberam bem a iniciativa que acusaram a empresa de doar alimentos em troca de publicidade. A marca voltou atrás e postou duas mensagens de retratação.

Como evitar

Filantropia não combina com autopromoção.  É preciso ajustar o tom da comunicação para não parecer que está se gabando de ajudar ou usando as pessoas a quem se está ajudando.

 

 

Resumindo: Com a difusão das redes sociais, qualquer escorregada de uma marca ganha grandes repercussões. Por isso, não se pode entregar a comunicação da sua empresa, seja digital ou impressa, para qualquer um. E que tal considerar a Edhy Marketing como sua escolha? Temos certeza que podemos fazer mais pela imagem de sua empresa.

 

Fonte: exame.com

Responda