whatsapp-voipJá começou! Com nem uma semana completa da compra do Whatsapp pelo Facebook por inacreditáveis US$ 16 bilhões (mais US$ 3 bilhões futuros), o aplicativo já anuncia mudanças.

Nesta segunda-feira (24) durante o Mobile World Congress (MWC), o aplicativo revelou que ainda em 2014 oferecerá um novo recurso, já disponível nos concorrentes: a realização de chamadas de voz gratuitas.

Como todos os principais concorrentes do WhatsApp (Viber, Skype, Line e BBM) já oferecem o recurso VoIP, acredita-se que este seja um ponto fraco do aplicativo em relação aos usuários que desejam mais que a troca de mensagens de texto.

Mas mesmo não possuindo tal recurso, o Whatsapp é um dos mensageiros mais populares no mundo todo. Isto também leva a crer que usuários de aplicativos trocadores de mensagens prezam pela simplicidade e que seja ela a grande responsável pelo sucesso do Whatsapp.

Depois da instabilidade enfrentada pelos Whatsapp no sábado (22) que deixou 450 milhões de usuários sem o serviço por algumas horas, muita gente acredita que isso tenha a ver com a aquisição pelo Facebook.

Coincidência ou não, qualquer coisinha que aconteça ao Whatsapp daqui em diante vai recair sobre o Facebook. Então, cuidar, pelo menos, do perfeito funcionamento do aplicativo, por mais óbvio que isto seja, já vai ser grande coisa para o marketing do Facebook. Porque desembolsar US$ 16 bilhões para depois desdenhar da aquisição não parece muito inteligente, ainda mais sabendo que nem todos os usuários do Whatsapp são fãs do Facebook.

Por enquanto, a promessa de manter o serviço de troca de mensagens intocado está mantida. Agora resta esperar pelo Whatsapp com este recurso de chamadas grátis para saber como a sua popularidade vai reagir a ele.

Grandes migrações, fusões, aquisições de marca são complexas e demandam cuidados. Apenas anunciar uma mudança pode ser prejudicial. É preciso dar um tempo para os clientes se adaptarem e só depois começar as mudanças, porque, mesmo que as intenções da mudança sejam para melhorar o serviço ou produto, o julgamento do consumidor tende a ser maior, mesmo que sem fundamento.

Falar diretamente com o consumidor, explicando o que está acontecendo é essencial nestes casos. E é neste tempo de adaptação que entram a publicidade e ações de comunicação para apresentar a ele a novidade em forma de anúncios, eventos, sites, informativos, etc.

Na aquisição da Microsol pela APC, toda a comunicação dirigida para os clientes das duas marcas foi desenvolvida pela Edhy, numa ação educativa e esclarecedora. Para qualquer mudança que a sua empresa e sua marca tenham que passar, fale com a Edhy.

Fonte: Techtudo

Responda