MALWAREDois pesquisadores do Fraunhofer Institute for Communication, Information Processing and Ergonomics (FKIE), na Alemanha, desenvolveram uma nova espécie de malware que pode passar de um dispositivo para outro através de sinais de áudio imperceptíveis, usando uma rede acústica discreta para troca de dados através de frequências quase ultrassônicas.

Neste experimento foi demonstrado que os microfones e alto-falantes embutidos nos computadores portáteis podem ser usados para, de forma encoberta, transmitir e receber dados confidenciais através de sinais de áudio inaudíveis, sem precisar de conexão de rede.

Fontes comuns de ruído, como a fala humana, são filtradas e não afetam a comunicação. A transmissão pode ser interrompida desligando-se os dispositivos de entrada e saída de áudio nos computadores, mas isso pode não ser prático nos casos em que outras aplicações importantes precisam de acesso a esses dispositivos.

O próprio Chrome, navegador do Google, tem uma brecha que expõe o microfone de seus usuários a sites maliciosos, transcrevendo secretamente tudo o que é dito diante do computador do usuário. Mas este é só um exemplo. Qualquer usuário pode ter todos os seus passos rastreados e informações coletadas para os mais diversos fins.

Pra piorar, um estudo recente da Arcon, empresa especializada em serviços gerenciados de segurança, realizado com 170 executivos de 125 companhias brasileiras, aponta que o nível de maturidade das empresas em segurança de TI é mediano. Ou seja, a segurança da informação em ambientes corporativos ainda é um desafio enfrentado pelas empresas de TI.

Com a comunicação tornando-se cada vez mais digital, é imprescindível investir em mídia digital com um planejamento de segurança de ações e informações. Garanta sua presença digital com tranquilidade, fale com a Edhy.

Fonte: Journal of Communications, Ars TechincaIDG NowExame.comSecurity Information News

Responda