winodws-icone-iniciar

A retirada do Menu Iniciar no Windows 8 foi uma das mudanças mais radicais que a Microsoft já promoveu no Windows. Mas a alteração acabou desagradando e a empresa ressuscitou o botão Iniciar na versão 8.1.

O retorno do botão Iniciar não trouxe de volta o clássico menu que reinou até o Windows 7. Ele é apenas atalho para a tela Iniciar, que executa a mesma função que arrastar o mouse até o canto inferior esquerdo da tela na Área de Trabalho ou pressionar a tecla Windows.


De acordo com a diretora do segmento na Microsoft, Julie Larson-Green, trata-se de uma questão de conforto: alguns usuários simplesmente gostariam de ter o botão Iniciar na tela novamente.

Algumas empresas optam por não fazer esses testes antes de apresentar uma novidade ao mercado, alegando que é o público-alvo que deve se adaptar ao produto e não o contrário, porque desta maneira é possível disponibilizar produtos e serviços, principalmente os tecnológicos, que os consumidores nem sabiam que existiam e ainda assim serem beneficiados por eles.

Na área de tecnologia até que tem funcionado, mas em outros setores nem sempre. Como quando nos anos 80 a Coca-Cola quis introduzir a New Coke. A novidade não foi bem aceita. Retirar a New Coke de circulação não foi suficiente e obrigou a companhia a relançar a fórmula antiga e rebatizá-la como Classic Coca-Cola pra reverter a situação.

Quando os consumidores já estão muito acostumados ao formato de um produto ou serviço, qualquer mudança nos padrões precisa ser feita com bastante cuidado, mesmo quando são melhorias substanciais. Por isso existem os mercados-teste – cidades e regiões específicas onde são experimentados novos produtos ou modificações em produtos consolidados, além de outras formas de mensuração.

O ideal é encontrar o equilíbrio entre a ousadia e o risco. Se a sua empresa deseja dar passos grandes e inovadores pisando em terreno bem firme, fale com a gente.

Fonte: Tecmundo, Coca-Cola Company

Responda