#produto #inovação
sutia-microsoft

Você usaria um sutiã para não comer demais?
A Microsoft aposta que sim.

 

Um dos times da Microsoft, responsável por incorporar novas tecnologias aos produtos da empresa, está desenvolvendo um sutiã de monitoramento dos níveis de tensão no organismo feminino relacionando-os à compulsão por comida.

sutia-regimeCom sensores capazes de captar mudanças de humor e oscilações de frequências cardíacas (como num eletrocardiograma), o sutiã ajudaria a captar, prever e ajudar a inibir um momento de nervosismo, que geralmente faz com que a pessoa coma compulsivamente, principalmente na TPM. O formato de sutiã foi escolhido por ser mais funcional e confortável, além de facilitar a captação dos dados de ECG. Nos testes já feitos, em 75% das vezes o sutiã acertou quando as mulheres estavam a beira de alterar negativamente seu estado emocional.

Cada vez que os sensores detectam níveis que indicam stress, o sutiã envia uma mensagem para um aplicativo que avisa que você pode estar sob o risco de comer demais. O aplicativo daria avisos personalizados e dicas para a usuária manter a calma, reduzindo a chance de descontar “sua raiva” na geladeira.

Como comer por impulso não é exclusividade das mulheres, a equipe está estudando uma peça para o público masculino, mas uma cueca, por exemplo, dificulta a captação dos sinais do coração.

O que você acha deste produto?

Nós da Edhy achamos que, com o estudo adequado do público este sutiã pode sim fazer sucesso. Inclusive para todos os casos em que o nervosismo pode ser prejudicial. Só que o produto precisa ser confortável, fácil de ser recarregado, e além de tudo, bonito. E o aplicativo precisa ser amigável, didático e não pode subestimar a inteligência da usuária. Pois se a pessoa já está com a autoestima baixa, com certeza se sentirá pior se usar um sutiã nada sexy que fica apitando na sua orelha o dia inteiro!

A Edhy Marketing tem 20 anos de experiência em comunicação, sendo que em lançamentos de produtos, trabalhamos desde a concepção do nome, pesquisas de opinião junto ao público-alvo, até o lançamento para os públicos interno e externo. Confira estes cases:

Lançamento das trenas IRWIN

Disjuntores: lançamento com o craque Raí

Nova geração de brocas para madeira

 

Fonte: Mashable

Responda