redes-sociais-antigasSegundo Tom Standage, autor do livro “Writing on the Wall – Social Media, The first 2.000 Years” (Escrevendo no Mural – Mídias Sociais, Os primeiros 2 mil anos, em tradução livre), as redes sociais como o Facebook, Twitter e Tumblr podem ser descendentes de uma prática que começou por volta do ano 51 a.C, na Roma Antiga.

Segundo Standage, Marco Túlio Cícero, filósofo e político romano, teria sido, junto com outros membros da elite romana, precursor do uso de redes sociais.

O autor relata como Cícero usava um escravo, que posteriormente tornou-se seu escriba, para redigir mensagens em rolos de papiro que eram enviados a uma espécie de rede de contatos. Estas pessoas copiavam seu texto, acrescentavam seus próprios comentários e repassavam adiante.

Outra curiosidade relatada no livro é que o hábito de abreviar palavras e expressões, amplamente usado nos dias de hoje, também era comum entre os romanos. Entre as expressões mais correntes estavam ‘SPD’, que significa ‘Envia muitos cumprimentos’ e S.V.B.E.E.V: ‘Se você está bem, que bom. Eu estou bem’.

Na última década, a internet abriu caminho para o renascimento das plataformas sociais de comunicação que, para o autor, se tornaram tão eficientes que passaram a competir com as mídias de massa.

‘Agora o grande desafio das grandes organizações de mídia é gerar conteúdo de mão dupla, porque já sabem que o de mão única foi uma anomalia histórica que não funciona mais’, diz o autor.

Sua empresa precisa de conteúdo que agregue valor para sua marca e cative seus consumidores? Venha bater um papo com a gente.

 

Fonte: G1

Responda