131118_nao-foi-o-rato

Os revezes que a Coca-Cola tem passado no mercado, principalmente no valor de sua marca, poderia ser rapidamente associado pelos problemas em seu produto, como o rato que apareceu dentro da garrafa. Fizemos uma matéria sobre isso um tempo atrás, se lembra? Não? Clique aqui

No dia 13/11 o Tribunal de Justiça de São Paulo encerrou o caso do rato julgando improcedente a acusação e o autor terá que pagar os custos do processo. A juíza considerou que “há fortes indícios de fraude”.

 

A queda da Coca-cola como marca deve-se por outros fatores, mas engana-se as pessoas que acreditam que mesmo isso não é uma estratégia planejada. Há muitos anos a Coca-cola vem diversificando sua gama de produtos para sair da categoria monoproduto – refrigerante – para ser uma empresa multiproduto, a diversificação perde o foco em uma só marca, mas ganha como empresa em geral e garantia de continuidade para o futuro, tal como já fez a Pepsico.

Com rato ou sem rato o importante é entender quais os caminhos da Coca-cola que é, sem dúvida, um ícone do marketing no mundo.

Quer saber mais sobre estratégia de marcas e marketing, fale com a Edhy.

Fonte: bit.ly/1bxIo4E

Responda