mktcombate2-adolescentesXfacebook#MKTCOMBATE – O Facebook admitiu, recentemente, que há uma queda na interação dos usuários, principalmente dos adolescentes. Eles estão gradualmente migrando para apps de mensagem como WhatsApp, WeChat, SnapChat, Kakao Talk e até para o Twitter, já que a corrida do Facebook para ganhar cada vez mais usuários está trazendo pais, mães, tios e até avós para a rede social, que postam uma grande quantidade de coisas e o pior – fazem comentários nas publicações dos adolescentes.

Muitos adolescentes só mantêm um perfil no Facebook porque a maioria das pessoas também tem, mas a comunicação está acontecendo mesmo é nos celulares deles, através de aplicativos que reúnem seus grupos de amigos.

A Piper Jaffray realizou um estudo com mais de 8,5 mil adolescentes norte-americanos, com média de 16 anos, que aponta que os internautas nessa faixa etária preferem o Twitter ao Facebook. Mas este resultado diz menos sobre a disputa entre as duas redes, e mais sobre o novo comportamento dos adolescentes na busca por redes sociais onde os pais não estão presentes.

Enquanto o Facebook está se tornando uma plataforma para um público com idade um pouco maior, a longo prazo, a expectativa é que os usuários migrem para plataformas de mensagens diretas, deixando o Facebook apenas para aquilo que querem tornar público a todos.

Para estar presente nas mídias sociais, como em qualquer outra mídia, é preciso definir seu público-alvo. E não colocar todos os ovos num só cesto. Um mix adequado com as redes voltadas para seu público minimiza a influência de fatores como modismos e migração de usuários. E, claro, é preciso estar sempre alerta às mudanças comportamentais. Aqui na Edhy, nós estamos sempre antecipando as tendências, aproveitando as oportunidades e prevenindo os clientes ante qualquer ameaça com as melhores estratégias. Siga-nos na rede social de sua preferência e acompanhe de perto nosso case de mídias sociais.

face  Facebook

twit  Twitter

part1   Linkedin

vid  Youtube

 

Responda