Não é preciso ser nenhum Edward Snowden para saber que pessoas, governos e empresas têm seus dados disponíveis na web. E não é preciso ser nenhum espião ou hacker para ter acesso a boa parte deles. O vídeo abaixo  ilustra o poder da informação de forma surpreendente.

Quais riscos estou correndo?

Tudo o que você publica na web pode ser acessado por alguém, com maior ou menor grau de facilidade (e legalidade, é claro). Obviamente existem dados públicos, como o que está em redes sociais, mas dados de uma intranet sem uma boa segurança podem ser hackeados. Vide o recente caso da Petrobrás.

Ou seja, só publique aquilo que não vai deixar nem você nem sua empresa expostos. E invista em segurança digital, principalmente para projetos confidenciais e inovadores.

Por outro lado, tudo o que publicam sobre sua empresa, bem ou mal, também está lá. Os consumidores já sabem que a internet é o meio mais poderoso para exigir a qualidade de uma marca. Seja em redes sociais ou sites de reclamação, as empresas precisam correr para atender os chamados de clientes insatisfeitos sob risco de manchar sua reputação.

Por este motivo, é fundamental manter o mais elevado possível os níveis de qualidade e atendimento e tratar os canais de comunicação com o cliente como um dos departamentos mais importantes da empresa. Tem que ser mais fácil contactar diretamente sua empresa do que reclamar dela em outro lugar.

É muito importante estabelecer um esquema de “gerenciamento de crises” para monitorar e resolver reclamações de forma eficiente e rápida.

A boa notícia

O perfil de seus concorrentes também está lá, para você ver. É possível comparar se seu site é pior ou melhor posicionado do que o dele nas buscas, se é mais ou menos acessado, entre outras pesquisas. No caso de varejos on-line, é possível consultar preços e promoções na hora em que são lançadas – por isso, cuidado! – se sua empresa ou produtos não possuem um diferencial a guerra de preços se torna cada vez mais acirrada.

O perfil de seus consumidores também está na rede. O cruzamento de dados sobre o que gostam, o que costumam comprar, é usado para anúncios direcionados. Ferramentas como o Google Adwords e o Facebook Ads, por exemplo, permitem selecionar o público alvo da propaganda não só pela região, idade, mas também por interesses específicos. Inclusive é usado pela própria Edhy (o fato de você estar lendo esta matéria não é mero acaso!)

E aquela vaga de emprego que você precisa preencher? A internet é uma forte aliada. Cada vez mais recrutadores estão cruzando os perfis para checar se um candidato corresponde às expectativas da empresa. Como ele se porta na web vem ganhando um peso tão grande quanto o currículo propriamente dito.

Marcar presença na web é fundamental

Ter um bom website, estar presente nas redes sociais com uma movimentação constante de conteúdo são boas estratégias para fazer da internet uma ferramenta poderosa de promoção da marca.

Constância é essencial. Para isso é preciso um plano de negócios consistente para o meio digital para que o site e a empresa ganhem relevância neste meio junto ao consumidor.

O meio digital é a ponta de um iceberg cujos 90% de sua base estão submersos e correspondem ao planejamento e à estrutura física que o sustenta. Toda comunicação, digital ou não, precisa estar embasada em um bom planejamento de marketing para somar às outras ações de sua empresa.

Precisa investir em web? Nossa experiência de 20 anos com certeza pode ajudar sua empresa a estabelecer uma presença marcante no meio digital. Converse com a gente.

Responda