A publicidade precisa parar de tentar ser engraçada se quiser ser viral

 

A companhia de vídeo-tecnologia americana Unruly, que monitora o impacto de vídeos na internet, publicou um ensaio sobre como maximizar o resultado de campanhas de vídeo online americanas. Estes insights são úteis também para campanhas de internet em geral, inclusive as brasileiras:

 

1)      Humor é subjetivo e as marcas precisam ser extremamente engraçadas para impressionar os consumidores no meio de tantos anúncios que tentam ser engraçados. Os dois anúncios mais populares deste ano no facebook, twitter e blogs se utilizaram de outras emoções.

2)      Anúncios também precisam dar aos usuários uma forte razão para serem compartilhados. Anúncios que ofereceram um baixo envolvimento emocional e social tem baixos indices de compartilhamento.

3)      Os vídeos mais compartilhados evocaram respostas emocionais intensas, incluindo surpresa, entusiasmo, felicidade e orgulho, além de oferecer motivos para serem compartilhados. Veja aqui os mais acessados, com mais de 12 milhões de acessos cada um:

 

Budweiser

(link alternativo – o original saiu do ar)

 
 

Ram Trucks

 

Lembrando que, para a análise, foram usados 12 anúncios que apareceram no Super Bowl (algo comparado à final do campeonato brasileiro, ou da novela, aqui no Brasil). Ou seja, tiveram também um alto componente de visibilidade anterior a internet antes de serem difundidos viralmente.

 

Se quiser ver a pesquisa completa, em inglês, acesse este link. http://www.unrulymedia.com/article/08-07-2013/advertisers-should-stop-trying-be-funny-if-they-want-their-ads-go-viral-says-new-

 

Responda