Confirmando as pesquisas e as previsões do economista Jim O’Nill sobre os quatro países que apresentarão as maiores taxas de crescimento econômico até 2050 – os BRICS – Brasil, Rússia, Índia e China – o Brasil é, seguramente, o que tem maior potencial para se beneficiar nessa corrida conjunta para o Primeiro Mundo.

Agora o Brasil começa a despontar também em outras pesquisas de institutos que avaliam a influência econômica de cada país no cenário da economia mundial, como no caso da FutureBrand, que elevou a posição da marca Brasil em dez posições no ranking.

Com essa visibilidade econômica, o Brasil é o país mais atraente entre as nações do grupo quanto à possibilidade de receber investimentos estrangeiros, pois foi elevado à posição de grau de investimento devido a diversos fatores como sua grande extensão territorial, estabilidade econômica recente, Produto Interno Bruto (PIB) em ascensão, disponibilidade de mão de obra, mercado consumidor em alta, grande disponibilidade de recursos naturais, aumento nas taxas de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), valorização nos mercados de capitais e investimentos de empresas nos diversos setores da economia.

Portanto, todos os olhos estarão voltados para as nações em desenvolvimento, em especial o Brasil. Esta é a hora de as empresas brasileiras investirem em seus negócios e manterem uma comunicação mais agressiva com seus consumidores, pois a demanda tende a aumentar consideravelmente e também a concorrência, inclusive de empresas estrangeiras.

Veja na íntegra a notícia publicada no portal G1.

Com informações da BBC.

Responda